Zootecnista, mestre em Produção Animal e doutorando em Ciências Ambientais, fala sobre “criação de ovinos”

22/02/2013 14:43

Revista Veterinária

Revista Veterinária - De acordo com as experiências vividas no exercício de sua profissão, quais são os maiores desafios encontrados na criação de ovinos?

 

Estevão Marcondes Tosetto - Falta de conhecimento por parte dos produtores, os quais, na maioria das vezes criam bovinos e acabam dando o mesmo manejo para os ovinos, assim sendo, os animais não dão bom rendimento zootécnico e tem sua imagem denegrida.

 

Revista Veterinária - Quais as doenças mais frequentes que acometem os ovinos?

 

Estevão Marcondes Tosetto - Pododermatite e linfadenite caseosa.

 

Revista Veterinária - Quais são os fatores primordiais que devem ser levados em consideração ao planejar uma criação de ovinos?

 

Estevão Marcondes Tosetto - Muitos pecuaristas que trabalham com bovinos e experimentam a ovino-caprinocultura; erram ao calcular a taxa de lotação das pastagens por usar equivocadamente o peso vivo como fator de conversão o que faz com que os animais fiquem com a fama de degradadores de pastagem. Outro ponto seriam as cercas próprias para espécie. Também não podemos esquecer que estes animais são sensíveis a solos úmidos, portanto, atentar para os bebedouros e piso das instalações.

 

Revista Veterinária – Qual a sua opinião sobre o mercado de ovinos, tanto para corte quanto para leite ou lã?

 

Estevão Marcondes Tosetto - O mercado de carne está aberto principalmente pela diminuição da importação do Uruguai, e os paulistas estão na frente desta corrida. Para os iniciantes sugiro concentrar os partos de forma que tenham animais para abate no final do ano, época de maior procura. O leite de ovinos tem aptidão para produção de queijos finos, não vejo outro mercado. A lã natural perdeu muito espaço na indústria têxtil para a lã sintética que tem quase as mesmas características porém com menor custo, talvez tenha alguma procura por pelegos para serem usados como tapetes decorativos ou para montaria. De qualquer forma não acredito em rebanhos produtores de lã em nossa região, em função do clima muito quente no verão.

 

Estevão Marconde Tosetto – Zootecnista, mestre em Produção Animal e doutorando em Ciências Ambientais