Zootecnista ensina no Globo Rural como criar pastor maremano abruzes

21/02/2015 12:35

O cão tem extrema habilidade para lidar com rebanhos, além de ser querido como companheiro para adultos e crianças

POR JOÃO MATHIAS*
 
vidanafazenda_pastormaremanoabruzes_cachorro (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)


Matéria originalmente publicada na edição de dezembro de 2014 de GLOBO RURAL


Do grupo dos caninos pastores – cães que têm aptidão para tomar conta de rebanhos como ovinos, bovinos e caprinos –, o pastor maremano abruzes é uma opção certeira para o trabalho no campo. Raça robusta, imponente, corajosa e determinada, tem habilidade nata para o serviço de auxílio a fazendeiros, criadores e demais profissionais da área rural, gerando para a propriedade economia na substituição de mão de obra.

Contudo, como ao mesmo tempo pode ser dócil, amável e afetuoso, o pastor maremano abruzes também é considerado um ótimo animal de estimação, tanto para fazer companhia para crianças quanto para idosos – além de dar proteção à casa. O cão, que sabe ser devotado ao dono e ao ambiente que o cerca, ainda tem a opção de participar de exposições de raças, nas quais tem estrutura física e beleza avaliadas.

Com capacidade para atender a diferentes segmentos de mercado, a atividade de criação do pastor maremano abruzes oferece ao produtor um potencial lucrativo. Por ter vocação para o pastoreio inerente a sua personalidade, o cão não exige muitos cuidados no manejo ao longo de seu desenvolvimento, dispensando investimentos elevados e muita dedicação ao treinamento.

No entanto, quem cria ressalta a importância de se ganhar experiência no exercício da atividade para fazer dela uma tarefa diária de prazer e satisfação. Lidar com criações deve ser, antes de tudo, uma realização de respeito e dignidade, de acordo com o zootecnista Rafael Rodrigues Jorge. No caso do pastor maremano abruzes, a preferência é que o contato com o rebanho ocorra desde jovem, pois o cão passa a tratar os animais como membros de sua matilha.

Embora ainda pouco conhecida por aqui, há evidências de que a raça, de origem italiana, exista no mundo desde muito antes da era cristã. Resultado do cruzamento do pastore maremmano, predominante na região litorânea da Toscana, com o pastore abruzzese, de hábitat nas montanhas de Abruzos, a raça pastor maremano abruzes surgiu somente na década de 1950.

De grande porte e aspecto rústico, o macho apresenta tamanho (altura na cernelha) entre 65 e 73 centímetros e peso que varia de 35 a 45 quilos. Com medidas pouco menores, a fêmea tem altura de 60 a 68 centímetros, e peso de 30 a 40 quilos. A pelagem espessa e áspera é, em sua maioria, na cor branca, tendo alguns exemplares nuances na coloração clara. A expectativa de vida do pastor maremano abruzes vai de 11 a 13 anos de idade.

vidanafazenda_pastormaremanoabruzes_cachorro (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

Mãos à obra

>>> Início Adquira cães de locais com boas referências, onde os proprietários detenham conhecimento da raça. O pastor maremano abruzes deve contar com bom desenvolvimento muscular, aprumos corretos, pelo e pele saudáveis e dentição forte, além de ter um comportamento alerta e vivaz. O indicado é que se tenha mais de um cachorro, uma vez que a raça gosta de trabalhar em matilha.

>>> Ambiente Amplo é o ideal para o pastor maremano abruzes correr, pular, brincar e praticar o trabalho de pastoreio. Caso contrário, o cão precisa ser levado para passear longas distâncias todos os dias. Evite as horas de temperaturas muito altas e, em períodos de clima quente, disponibilize água em abundância e área sombreada e arejada para descanso.

>>> Canil A habitação do pastor maremano abruzes é rústica, mas deve ter uma estrutura sólida, feita de materiais resistentes e que ofereçam conforto ao animal. Nas baias individuais, o piso deve contar com leve inclinação, para facilitar o escoamento de água até o ralo, e não pode ser escorregadio, para evitar tombos e acidentes. Os solários com laterais teladas e frente com grades verticais de ferro vazado ajudam a criação a não ficar muito isolada. No fundo, o abrigo construído de alvenaria deve ser coberto com telhas de barro, a fim de aliviar o calor no verão.

>>> Cuidados Embora seja um cão resistente e rústico, é bom prevenir possíveis problemas. Evite exposição a correntes de ar, sol escaldante e chuva torrencial. Banhos são recomendados para a higienização do corpo. Escove os pelos com regularidade, principalmente em épocas de troca (primavera e outono). Consulte com frequência um veterinário, que passará orientações sobre vacinas e outros cuidados importantes, como o uso de vermífugos.

>>> Alimentação Em lojas especializadas e até em grandes varejos são vendidas rações balanceadas com nutrientes na dosagem certa para a raça. Diariamente, forneça quantidade suficiente para o desenvolvimento adequado do cão. Há tipos específicos de ração para as várias fases de crescimento, que devem ser distribuídas secas e sem mistura com outros alimentos ao longo do dia, de acordo com as orientações dos fabricantes expressas nas embalagens dos produtos. Não pode faltar água limpa e fresca.

>>> Reprodução Pule o primeiro cio e inicie somente no segundo a vida reprodutiva da fêmea, o que é comum ocorrer aos 15 meses de vida. Limitar a um parto por ano favorece o bem-estar do animal. A gestação leva dois meses para ser concluída, com o nascimento de nove filhotes por ano, em média. Desmamada aos 30 dias, a ninhada precisa aguardar mais 15 dias para receber a primeira dose de vacina.

Raio-x

Criação mínima: um casal, com a ideia de ampliar o rebanho
Custo: o preço médio de cães com qualidade varia de R$ 2.500 a R$ 3.500
Retorno: a primeira ninhada é recomendada após 15 meses de idade
Reprodução: média anual de 9 cãezinhos

*Consultor: Rafael Rodrigues Jorge é zootecnista e proprietário da Cabanha M.R.J. e do Canil Pastores do Cerrado, tel. (18) 98153-4210, cabanhamrj@hotmail.com; canilpastoresdocerrado.com.br

Onde adquirir: com criadores idôneos, que investem em qualidade genética e em treinamentos que comprovem a qualidade dos cães

Mais informações: com o criador Ueli Hans Baumgartner, tel. (18) 99615-8273