Estudo de Acadêmico de Zootecnia demonstra potencial da região Norte para a implantação de novas granjas

02/12/2013 19:56

O zootecnista Erivaldo Magnago Júnior, acadêmico da Faculdade de Imperatriz (Facimp), no Maranhão, avaliou os índices zootécnicos dos integrados da empresa Frango Americano, localizada no município de Araguaína (TO) no período de janeiro de 2011 a janeiro de 2012. Os dados sobre fechamento dos lotes disponibilizados pela empresa foram tabulados em planilha de Excel e depois foi realizada uma análise estatística de todos os índices zootécnicos. Magnago Júnior explica que de acordo com a Associação Paranaense de Avicultura (APAVI, 2009) os índices zootécnicos podem ser definidos como o padrão de desenvolvimento ou produção da granja. “Eles servem como guias de criação, referências e metas a serem atingidas. É através deles que as granjas de aves avaliam sua eficiência na produção. Desta forma, eles se constituem no principal referencial na exploração das aves”. 

As conclusões do estudo apontam que os resultados econômicos analisados na região são muito superiores aos encontrados em aviários do Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, mostrando que a avicultura poderá se deslocar em maior volume para a região norte-nordeste em função de melhores resultados financeiros. Dessa forma, para o pesquisador, há perspectivas de instalação de novas granjas na região, motivadas em função do aumento da produção de milho e farelo de soja em áreas próximas a empresa integradora. “A avicultura da região tocantina deverá seguir a busca constante por melhores resultados zootécnicos e econômicos como aconteceu em outras regiões brasileiras já tradicionais”, afirmou. 

Fonte: Avisite