UE libera uso de suínos e frangos em ração para peixes

22/02/2013 14:32
A União Europeia liberou dia 14/2 o uso de ração para peixe feita com carcaça triturada de suínos e frangos.

A autorização é para o uso de proteína animal processada (PAP) derivada de animais de produção não ruminantes - neste caso, principalmente suínos e aves.

O uso de PAP tinha sido proibido em 1997 para a alimentação de bovinos e, em 2001, para todos os animais, como parte dos esforços de combate à epidemia da doença da vaca louca, causada pelo uso de outros ruminantes - neste caso, ovinos - em ração.

Segundo a Comissão Europeia, os dados mais recentes sugerem que a UE está próxima de erradicar a doença em seu rebanho bovino, enquanto cientistas dizem que o risco de transmissão entre não ruminantes é mínimo, "contanto que a reciclagem intraespecífica (canibalismo) seja evitada".

Na ausência de PAP, piscicultores vinham usando ração derivada de outros peixes, uma alternativa mais cara.

Em comunicado, a Comissão Europeia disse que deve propor, após a realização de testes, a liberação de PAP derivada de frango na ração para suínos, e de PAP de suínos na ração para frangos.

A comissão ressaltou que não vai propor a liberação do uso de PAP na alimentação de ruminantes - bovinos, ovinos e caprinos -, nem do uso de PAP de ruminantes em ração para animais de produção não ruminantes.

Fonte:  Estadão