Revista Avisite - Especial Nutrição Animal

17/11/2013 10:12

Reduzir as despesas na produção avícola, sem comprometer a qualidade do lote, é a meta que mais está em evidência na avicultura nos dias de hoje. O custo com a ração das aves absorve mais de 70% desses gastos e, em época de alta nos preços dos principais insumos utilizados na alimentação das aves – como o milho e o farelo de soja –, baixar essas despesas parece ser uma missão só para magos. Mas não é. Dessa forma, a edição de novembro da Revista do AviSite traz uma reportagem sobre como obter bons desempenhos da ave utilizando diferentes alternativas na ração. Vários especialistas em nutrição de aves, consultados pela nossa redação, discutem sobre as novas tecnologias e alternativas que estão chegando à avicultura para ajudar a reduzir os custos na alimentação das aves e também sobre as que já estão no campo. 

Alternativas recentes como a utilização de farinha de insetos e as já utilizadas em grande escala como a inclusão de probióticos e de enzimas na dieta são alguns dos exemplos apontados pelos especialistas. E a discussão não para por aí. Os entrevistados ainda delineiam as pesquisas e os caminhos que a nutrição animal poderia tomar como forma de auxílio para a redução dos custos da ração das aves. 

Ainda sobre nutrição, publicamos a cobertura da 28ª reunião anual do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (23 e 24 de outubro). O evento destacou a dieta pré-inicial e a nutrição in ovo como as principais ferramentas para o aumento do desempenho do pintinho. 




Também apresentamos o trabalho de Angela Pellegrino Missaglia, consultora do Sindirações, que fala sobre a análise de risco na área de alimentação animal. “A análise de risco tem sido a ferramenta preferencial para fazer a ligação das situações que impactam a segurança dos alimentos e que afetam a saúde, tanto de animais quanto de humanos”, explica Angela. “A metodologia leva em consideração uma grande quantidade de informações para a tomada de decisões sobre as medidas de controle mais apropriadas a serem tomadas pelos gerenciadores de risco”. 

Outro assunto, e este uma novidade para o segmento de tratamento de resíduos avícolas, é o trabalho premiado pela Ubabef, no Salão Internacional de Avicultura 2013, que apresenta a tecnologia de pré-processamento da cama de aves como um alternativa econômica e sustentável para as granjas. Segundo os autores do projeto, o pré-processamento ocorre com a separação das frações líquidas e sólidas dos resíduos, direcionando-as para a produção de biogás e para o uso da compostagem, respectivamente. Uma tecnologia que alia produção industrial de frango e preservação do meio ambiente.

Leia a edição de novembro em nossos aplicativos. É gratuito. Basta fazer um cadastro!

Web:www.flip3d.com.br

IOS: itunes.apple.com/us/app/mundoagro-editora 

Android: play.google.com/store/apps/details?id=com.mundoagro






 
(Avisite) (Redação)