Publicação da EMBRAPA apresenta técnica para estimativa de emissão de metano

10/09/2015 16:46

Está disponível na página da Embrapa Pecuária Sudeste a publicação "Diretrizes para avaliação da emissão de metano entérico com a técnica do gás traçador SF6". O documento, editado pela Embrapa Pecuária Sudeste, apresenta a técnica do gás traçador para a estimativa de emissão de metano entérico de animais experimentais em pastejo ou confinados.

A padronização de protocolos de pesquisa garante a obtenção de resultados válidos com vistas a dar suporte ao governo brasileiro na elaboração de políticas e negociações internacionais.

A publicação descreve de forma resumida a metodologia. A avaliação da emissão de metano entérico é importante em sistemas de produção de ruminantes, por ser a principal fonte de metano de origem antrópica na agropecuária.

O documento foi elaborado por pesquisadores da Embrapa e de instituições de ensino.

 

Autoria: BERNDT, A.; PEDROSO, A. de F.; PEREIRA, L. G. R.; RODRIGUES, P. H. M.; ALMEIDA, R. G. de; GUIMARAES JUNIOR, R.; FRIGHETTO, R. T. S.; OLIVEIRA, P. P. A.

Resumo: O aumento dos Gases de Efeito Estufa - GEE - e o consequente aquecimento global têm causado preocupação à sociedade em geral, que cobra ações governamentais e dos setores produtivos nacionais, dentre eles, da pecuária. O Brasil ocupa posição de destaque internacional na produção pecuária e exportação de carne e assumiu compromissos voluntários de redução das emissões de GEE, refletindo os anseios da sociedade brasileira. O Brasil tem aumentado a produção de produtos de origem animal de forma consistente. Nos últimos anos esse aumento foi obtido por meio do aumento na eficiência dos sistemas de produção, sem contudo provocar a abertura de novas áreas de pastagens, com o emprego de recuperação de pastagens, a melhoria dos índices zootécnicos e a adoção de sistemas integrados e de boas práticas agropecuárias. Para que essas técnicas possam fazer parte das políticas governamentais para o setor, é preciso determinar o nível das emissões dos sistemas tradicionais e o potencial de mitigação (redução de emissões e remoção de GEE da atmosfera) dos sistemas "melhorados", em âmbito nacional. Neste contexto, a rede de pesquisa PECUS foi concebida para produzir as informações necessárias, de forma imparcial e utilizando métodos padronizados internacionalmente, com vistas a dar suporte ao governo brasileiro na elaboração de políticas e negociações internacionais. Com esse intuito, a rede de pesquisa PECUS criou um comitê técnico, composto por vários subcomitês de especialistas, encarregados de gerar protocolos de pesquisa, de forma a garantir a obtenção de resultados válidos, comparáveis e reportáveis da geração dos componentes produtivos e da vegetação natural, dos fluxos de emissão de GEE e do sequestro de carbono, por meio da padronização e sistematização dos métodos de avaliação nos diferentes sistemas de produção localizados nos principais Biomas brasileiros.

Ano de publicação: 2014

Tipo de publicação: Separatas

Unidade: Embrapa Pecuária Sudeste

Palavras-chave: Emissão, Avaliação, Animal, Metodologia, Gás metano, Produção, Gás

 

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/128964/1/PROCI-2014.00230.pdf