No Amapá, piscicultores aprendem técnicas para reprodução de pirarucu

24/09/2014 17:38

Projeto Pirarucu da Amazônia está presente em sete estados do Brasil.
Matéria da TV Amapá faz parte da série 'Amazônia, conhecer para amar'.

Amapá

Do G1 AP com informações da TV Amapá

 

Pisicultores do  Amapá  estão sendo orientados sobre técnicas para a criação e reprodução do peixe pirarucu, espécie típica da região Norte. A iniciativa é do projeto Pirarucu da Amazônia, coordenado pelo Sebrae em parceria com a Embrapa, e está presente em sete estados do Brasil com o objetivo de ensinar aos criadores formas de manejo e de identificação do animal. A reportagem exibida pela TV Amapá faz parte da série “Amazônia, conhecer para amar”.

Peixes são criados em tanques de até 400 metros quadrados (Foto: Reprodução/TV Amapá)Peixes são criados em tanques de até 400
metros quadrados (Foto: Reprodução/TV Amapá)

Os peixes são alimentados com ração e criados em tanques com tamanhos de até 400 metros quadrados. Para estimular a procriação, os criadores são orientados a unir machos e fêmeas em cativeiros separados dos demais animais.

O zootecnista Delmer Guida explica que a espécie é a mais procurada atualmente na região Sul do país e no exterior, porém, ele destaca que a pesca predatória dificulta a venda do peixe no estado.

“Não podemos vender esse peixe pelo mesmo preço que alguém que só tem gastos com transporte. Uma pessoa pode ir em um rio, pegar os peixes e vendê-los por cerca de R$ 8, cada quilo. Enquanto que os peixes criados em tanques levam até um ano para atingir dez quilos”, ressaltou.

O pirarucu é um peixe que se adapta bem ao ambiente de lagos e áreas inundadas. O macho se diferencia da fêmea por ser mais avermelhado da ponta do rabo até a cabeça. A reprodução de um filhote de pirarucu tornou-se rentável. O alevino da espécie chega a ser vendido ao preço de até R$ 20, a unidade.

Aprenda a receita do "pirarucu de casaca"

Ingredientes
- Alho
- Cebola
- Cheiro verde
- Chicória
- Coloral
- Açafrão

Chef ensina o preparo do Pirarucu de Casaca (Foto: Reprodução/TV Amapá)Chef ensina o preparo do Pirarucu de Casaca
(Foto: Reprodução/TV Amapá)

O pirarucu deve ser temperado e em seguida grelhado para não grudar na frigideira, segundo explica o chef de cozinha Dom Garcia, que trabalha em um restaurante conceituado pela tradição na culinária amazônica. “Nós vamos jogar apenas um pouquinho de farinha de cada lado e depois grelhar o peixe”, orientou.

A farofa, a banana frita em cubos e vinagrete são uma ótima opção para acompanhar o prato. “No vinagrete nós vamos utilizar o tomate, a cebola, o cheiro verde e um pouco da chicória. Depois tempere bem de leve com um pouco de azeite e sem adicionar sal, porque todos os ingredientes já são meio salgados”, observou.

O toque final é a montagem do prato. O peixe é colocado em cima da farofa e do vinagrete. Em seguida, o pirarucu é coberto pelos cubos de banana frita. O cheiro-verde e azeite temperado com ervas desidratadas são uma ótima opção para decorar a iguaria.