Países com alto consumo de leite ganham mais prêmios Nobel, diz estudo

15/01/2013 17:18

Estudo comparou consumo per capita de leite e derivados do leite com número de vencedores da premiação científica de diversos países

 

    Nações que consomem muito leite e derivados do leite tendem a ter mais prêmios Nobel na população, concluiram cientistas britânicos em um artigo, publicado nesta segunda-feira (14) no periódico científico Practical Neurology.

    A relação entre nutrição e produção científica já foi objeto de estudo de uma pesquisa publicada no ano passado, que mostrava uma forte associação entre nutri países com alto consumo de chocolate e o número de laureados. O estudo especulava que os flavonoides contidos no chocolate poderiam estar por trás destes resultados.
    Como o chocolate costuma conter leite, os pesquisadores do Gloucester Royal Hospital, da Inglaterra, resolver analisar dados de 2007 sobre o consumo per capita de leite em 22 países para descobrir se o consumo apenas do leite explicaria os resultados do estudo anterior.

    A Suécia é o país com maior numero de laureados – 33 ao todo - e população de 10 milhões de pessoas. No país, o consumo per capita de leite e de derivados do leite é de 350 quilos por ano. Já a Suíça tem consumo de 300 kg por ano e 32 laureados.

No fim da tabela, está a China com o menor número de premiados em relação à população e também o menor consumo per capita de leite, cerca de 25 quilos por ano.

Chocolate quente
    O ponto fora da curva parece ser a Finlândia, que consome 350 quilos por ano e não está bem colocado na lista de países com maior número de vencedores do Nobel.

    No entanto há um argumento biológico plausível para explicar a relação entre consumo de leite e número de prêmios Nobel: o leite é rico em vitamina D, que está associadoà melhoria das capacidades cognitivas.
 

Fonte: Portal IG