Obra rara da Zootecnia - Cours d'Agriculture é disponibilizada pela Biblioteca Nacional da França

26/09/2014 16:40

BNF, Back to Home

    

 

 

    

 

 

 

 

    A Biblioteca Nacional da França BnF através de seu acervo digital disponibilizou a obra histórica Cours d'Agriculture de Adrien Étienne Pierre, o Conde de Gasparin. Este livro contém a primeira referência ao termo Zootechnie derivando dos radicais gregos ζωον, zoon (animal) e τέχνη,techne (tratado sobre uma arte). Nesta primeira edição publicada no ano de 1843, o Conde foi o primeiro a reconhecer na arte de criar animais um objeto próprio da ciência separando-a da agricultura.

    O ensino formal da produção animal nasceu em 1848 na França, com a criação pelo próprio Gasparin, no recém Instituto Agronômico de Versailles, de uma cadeira destinada ao estudo dos animais domésticos como um corpo independente de doutrinas denominada como Zootechnie, Zootecnia no português, desligando-se do ensino vigente da Agricultura Geral.

    Os candidatos às cadeiras de professor de Zootecnia deviam expor numa tese os planos de ensino da matéria que desejavam lecionar. Desta forma, em fins de 1849, um jovem naturalista, chamado Émile Baudement, conquistou a aprovação unânime dos membros do júri, pelas suas idéias inovadoras, explicando em sua dissertação que a Zootecnia é uma ciência que explica os acontecimentos para constatar os fatos:

“Dire que la Zootechnie est une science c´est exprimer un voeu et un besoin plutôt que constater un fat”. 

    Portanto, a Zootecnia deixou de ser somente uma prática que se aprendia com a “lida” com o gado, para ser também uma arte ou ciência aplicada que se apreende observando e experimentando, conforme definiu Cornevin em 1881. A Zootecnia então entendida como ciência complexa deveria evoluir, sendo ensinada nas universidades e centros de altos estudos, tendo estas idéias se dispersado pelo mundo civilizado.

Para fazer o download no site da BnF clique aqui: