Mito dos hormônios é tema de reportagem publicada na Revista do AviSite

22/03/2014 22:05

 

Entre perplexa e contrariada, desde o início do ano a avicultura centra suas discussões em torno da nova estratégia adotada para contornar o mito do uso de hormônios na produção de carne de frango. 

A partir de uma solicitação feita ao Ministério da Agricultura, o setor avícola recebeu aprovação para acrescentar às embalagens de frango a reiterada informação de que são produzidos sem a utilização de hormônios. O próprio Ministério estabeleceu a frase a ser utilizada: “sem uso de hormônio, como estabelece a legislação brasileira”. 

O AviSite acompanhou intimamente o assunto desde que ele surgiu.
Afinal, foram muitos (e continuam sendo) os questionamentos surgidos a partir do instante em que o consumidor brasileiro viu aparecer na televisão, em um comercial de carne de frango, a citação “sem hormônios”. 

Para buscar as respostas às dúvidas que surgiram, publicamos na edição de março da Revista do AviSite uma reportagem sobre este assunto. 

Também disponibilizamos  (clique aqui ) a entrevista realizada com Leandro Feijó, diretor substituto do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Para ele, a desconstrução de um mito que perpetuou por tão longo tempo na vida das pessoas não é uma tarefa fácil. 

Sobre os aspectos técnicos, vale dizer que o uso da mensagem que aqui se discute é facultativo e deve estar presente no painel secundário dos rótulos de produtos de carne de aves das empresas registradas sob a égide do Serviço de Inspeção Federal - SIF, mediante o atendimento de legislação específica que rege esta questão (Instrução Normativa n. 22/2005, item 2.18.3). 

Leia a reportagem "Será que foi uma boa solução", sobre o mito dos hormônios, publicada na edição de março da Revista do AviSite (a partir da página 24), que já está disponível em nosso leitor digital (é gratuito): clique aqui.