Exportação de produtos avícolas alcança US$ 6,4 bi até setembro

17/10/2013 18:57

Valor Econômico.

As exportações do setor avícola brasileiro totalizaram 2,999 milhões de toneladas entre janeiro e setembro deste ano, queda de 2,6% em comparação com o mesmo período de 2012, segundo levantamento da União Brasileira de Avicultura (Ubabef). Já a receita com os embarques subiu 5,5% na mesma comparação, para US$ 6,422 bilhões.

Os números incluem as exportações de carnes de frango, peru, pato, ganso e outras aves, além de ovos, ovos férteis e material genético.

Em comunicado, o presidente executivo da Ubabef, Francisco Turra, observa que, exceto nos embarques de ovos férteis e material genético, houve redução em quase todos os segmentos exportadores da avicultura em setembro se comparado ao mesmo mês de 2012.

No caso do frango, as exportações no mês passado recuaram 1,2% em relação a setembro de 2012, com 302 mil toneladas. A receita também caiu na mesma comparação: 8,6% para US$ 578,3 milhões. No acumulado até setembro, o volume de embarques totalizou 2,865 milhões de toneladas, 2% menos que no período de janeiro a setembro de 2012. Já a receita aumentou 6,7%, para US$ 5,989 bilhões, segundo os dados da Ubabef.

As exportações de ovos somaram 557 toneladas em setembro, quase 70% menos que no mesmo mês do ano passado. Em receita, a retração foi de 66,2%, para US$ 996 mil. No acumulado até setembro, as exportações brasileiras de ovos totalizaram 8,452 mil toneladas, um recuo de 55,2% sobre o mesmo período do ano anterior. A queda na receita no mesmo período foi menor — de 47,6% — para US$ 15,433 milhões.

A carne de peru, que vem enfrentando os efeitos da queda da demanda na Europa, teve redução de 16,8% em volume na comparação com setembro do ano passado, para 12,2 mil toneladas, e de 23,67% em receita, para US$ 33,5 milhões.

Entre janeiro e setembro, o recuo nas exportações de peru ficou em 5,75% sobre o mesmo período do ano passado, com 119,3 mil toneladas embarcadas. A retração na receita foi de 3,56% na mesma comparação, para US$ 340,8 milhões.

No segmento de patos, gansos e outras aves, os embarques caíram 65% em relação a setembro de 2012, totalizando 78,6 toneladas. Já em receita, a queda foi de 63,6%, para US$ 308 mil. Considerando o período de janeiro a setembro, os embarques somaram 1,003 mil toneladas, queda de 54,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Em receita, o recuo foi de 59,4%, para US$ 3,725 milhões.

Os embarques de material genético subiram tanto em setembro quanto no acumulado de 2013, informa a Ubabef. Considerando-se apenas o mês de setembro, houve alta de 3,67% no volume embarcado, para 94 toneladas. A receita subiu 20,06% e alcançou US$ 4,9 milhões. Entre janeiro e setembro, as vendas externas alcançaram 828,9 toneladas, uma alta de 9,31% sobre igual intervalo do ano passado. O crescimento em receita foi mais expressivo — de 26,54% — para US$ 40,437 milhões.

No caso dos ovos férteis, os embarques em setembro aumentaram 5,27% sobre o mesmo mês de 2012, para 542 toneladas. A receita, porém, caiu 4,32% na mesma comparação e ficou em US$ 3,1 milhões. No acumulado entre janeiro e setembro, as vendas externas desse segmento somaram 5,411 mil toneladas, queda de 34,75% sobre o mesmo intervalo do ano passado, segundo a entidade. Em receita, houve redução de 36,58%, para US$ 31,940 mil toneladas.

(Alda do Amaral Rocha | Valor)