Estudo busca alternativa para conforto térmico de leitões

02/02/2014 13:39

O leitão tem uma alta sensibilidade ao frio e dificuldade de ajustar sua temperatura corporal, pois seu aparelho termorregulador ainda está em desenvolvimento. Por esta razão, afirma-se que quanto menor a temperatura ambiente, mais ele tem que usar sua energia interna para manter sua temperatura corporal e esse gasto energético prejudica seu crescimento. 

"Se o microclima lhe der conforto, ela vai devolver em produtividade, ou seja, ganhando mais peso. No entanto, se houver uma redução severa de temperatura, o leitão reduz sua atividade motora e entra em hipotermia. Pode haver também casos de esmagamento, acidente, quando o leitão busca o conforto térmico junto da mãe", explica Silvia Regina Lucas de Souza, do Departamento de Engenharia Rural da FCA. Estudo desenvolvido por alunos da Faculdade de Ciências Agronômicas com a colaboração da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp de Botucatu se encaixa neste contexto e busca alternativas para conforto térmico de leitões. 

Uma das pesquisas usa piso de fibra de coco reciclado em recintos de suinocultura, escolhido por não ser tóxico e não ter risco em caso de ingestão pelos animais. Saiba mais: