Estudantes fazem intercâmbio mesmo com dólar alto

07/01/2016 15:43

Um ano de estágio numa fazenda custa cerca de US$ 3.200 mais a passagem aérea, mas aluno pode receber salário para atenuar gastos 


 

 

A recente subida do dólar não foi suficiente para conter a procura de estudantes brasileiros por estágios em fazendas de outros países. O aprendizado técnico e do idioma do país visitado são os principais motivos que levam jovens a trabalhar no exterior. O investimento é alto, mas garante uma um currículo com formação diferenciada em várias áreas do agro.

 

Diretor de uma agência de intercâmbio especializada em agronegócio, Flávio Salvadengo diz que, por ano, sua empresa manda em média 200 brasileiros para diversos países: “Por mais que a gente tenha um dólar alto, a procura aumenta. Primeiro porque, quando o mercado de trabalho do Brasil está aquecido, o aluno fica um pouco mais pensativo: ‘Devo aceitar um estágio internacional ou uma vaga aqui no Brasil?’. E, quando o mercado está instável, as pessoas procuram mais o intercâmbio como uma forma de se qualificar”.

Veja a matéria do Canal Rural sobre a procura pelos nosso programa de Intercâmbio, mesmo em meio a alta do dólar.

Para ler a matéria na integra, acesse o site: http://www.canalrural.com.br/noticias...

Procura por intercâmbio aumenta no meio rural