Doce vida de cachorro - Zootecnista é destaque na Revista Vida Assim

02/03/2016 15:25

Os bichinhos ganharam mordomias e são tratados como gente

Eles não comem mais comida de panela, não são lavados com sabão de venda, nem ficam presos no quintal como meros vigias. Os cães vivem outra realidade: ganharam um novo mundo, com infinitas mordomias, que vão desde banhos com xampus de ação secante até tratamento psicológico, passando por serviços de hotelaria e salão de beleza. Como o mercado de animais de estimação brasileiro - principalmente o de cães de raça - cresce 20% ao ano, segundo dados do IBGE, surgem novidades a todo momento.

O zootecnista Jorge Guilherme Palieraqui montou o primeiro hotel para cães de Campos, num espaço onde também oferece creche, asilo, adestramento, centro de psicologia canina e um centro de criação especializada de filhotes das raças Bulldog Francês e Bull Terrier. No seu estabelecimento, os “clientes” também têm alimentação diferenciada, que inclui ração com carne e vegetais, biscoito com tutano, farelo de trigo e dieta especial para cães atletas.

“ Cada vez mais as pessoas estão se apegando aos cães, olham para eles como membros da família, não ligam quanto vão gastar para dar-lhes conforto e carinho. Querem é curtir os cães, e com isso o mercado está muito bom e expandido cada vez mais. Os donos dos animais acreditam na gente, no carinho que vamos passar para animais que eles estimam, e não ligam para gastar”, opina Palieraqui.

Riquinho é o mimo do casal Ignês e Antônio Thomé. O poodle marrom vive no apartamento dos dois e já viajou mais do que muita gente, ficando hospedado em hotéis. “Não dá para separar: ele é o nosso amigo. É a alegria da casa”, desmancha-se em elogios Antônio, que a cada três meses leva o companheiro de quatro patas ao pet shop e ao veterinário.

Zootecnista Jorge Guilherme