Crescimento da renda aumenta demanda por alimentos no Brasil

15/10/2013 09:44

Em cinco anos, a renda dos brasileiros teve alta de 8,6%, resultado que tem puxado o aumento do consumo interno de alimentos com maior valor agregado, como carnes e derivados do leite, além de bebidas, como cerveja e vinho. É o que aponta levantamentos feitos pela Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Segundo o coordenador de Planejamento Estratégico da pasta, José Garcia Gasques, a tendência é de que o aumento do consumo continue na próxima década.

“Produtos básicos, como arroz e feijão, devem ter o crescimento do consumo associado ao aumento da população. Essa demanda tem crescido por volta de 1% ao ano, pouco abaixo do crescimento populacional do país. No entanto, outros com maior valor agregado serão ainda mais buscados no mercado devido ao maior poder aquisitivo dos brasileiros”, explica.

Entre os alimentos industrializados que ampliaram as vendas nos últimos cinco anos estão: carne de frango, com alta de 1,87% ao ano (a.a.); carne bovina, 2,77% a.a.; leite de vaca, 2,29 a.a.; iogurte, 2,97% a.a.; azeite, 3,06% a.a.; e queijo, 3,52% a.a.. Entre as bebidas, destaque para a cerveja (3,85% a.a.), vinho (3,2% a.a.) e cachaça (2,11% a.a.).

“A continuidade do aumento da renda dos brasileiros na próxima década deve manter a média de crescimento do consumo desses produtos”, destaca Gasques. Segundo dados do Ipeadata, a renda per capita dos brasileiros tem aumentado a uma taxa anual de 1,72% em cinco anos, passando de US$ 10,69 mil em 2008 para US$ 11,61 mil em 2012.

Clique  aqui  para baixar as tabelas com os indicadores.

 

Mais informações para imprensa:
Assessoria de Comunicação Social
(61) 3218-3045/2203
imprensa@agricultura.gov.br