Descubra criações não convencionais para ampliar os negócios

09/11/2014 17:12

Série do Jornal da Pecuária mostra o que é necessário para iniciar produções de animais como pavões, faisões, tilápias e coelhos. Confira!

Com o objetivo de ensinar ao produtor como iniciar criações não convencionais na cadeia produtiva brasileira, o Jornal da Pecuária exibe a série Como Começar a Criar, que está na sua segunda edição de 2014. A primeira, exibida em março, abordou o cultivo de tilápias, abelhas sem ferrão, faisões e coelhos. Nesta nova etapa, confira como criar carpas ornamentais, mini cabras e pavões.

Divulgação

Foto: Divulgação / Pixabay
Saiba quais as raças de coelhos mais procuradas para criação

Reveja abaixo as reportagens já exibidas:

1) Saiba quais são os custos e tratos necessários para a criação de tilápias

Emater

Foto: Emater / Divulgação
Fáceis de alimentar, resistentes a doenças e com bons índices de reprodução, tilápias se tornam negócio rentáve

O criatório de Vavá Lainetti é considerado modelo devido ao sistema implantado, que rende toneladas de peixes o ano todo. O reservatório do Rio Paraibuna, no Vale do Paraíba (SP), possui mais de 700 quilômetros de extensão, encravado na Mata Atlântica. Assim como a maioria dos piscicultores, o empresário compra alevinos de criatórios registrados. Os de boa genética custam em torno de R$ 150,00 o milheiro. Leia mais



2) Conheça as principais características da criação de abelhas sem ferrão

Gisele Neuls

Foto: Gisele Neuls
Brasil possui mais de 250 espécies de abelhas nativas

A abelha produtora de mel mais conhecida entre os brasileiros é a abelha africanizada (Apis mellifera), que não é uma espécie nativa. As abelhas daqui, que também produzem mel, têm uma característica em comum: não possuem ferrão. São mais de 250 de espécies, conhecidas como melíponas, muitas das quais produzem um mel saboroso e valioso, além de subprodutos como própolis. Leia mais



3) Criação de faisão pode gerar renda com a comercialização de carnes e ovos

Reprodução / Canal Rural

Foto: Reprodução / Canal Rural
Com aproximadamente 6 meses, as aves já estão prontas para o abate

Os faisões são procurados por causa da beleza das penas, mas a produção de carne e ovos é uma alternativa de mercado. No início da criação, um macho e duas fêmeas dão conta do recado. Na granja da família Buss, localizada na região de Sorocaba, no interior de São Paulo, habitam mais de 5 mil aves de diferentes espécies, como cisnes negros, patos, marrecos, mandarins, pavões azuis, pavões brancos e faisões, que pertencem à família há mais de 20 anos. Leia mais

4) Confira o que é preciso para iniciar uma criação de coelhos

Artur Moser

Foto: Artur Moser / Ver Descrição
Vida reprodutiva das fêmeas começa normalmente aos quatro meses e meio

Um produtor de São Roque, no interior de São Paulo, trabalha com coelhos há mais de 50 anos. Heinrich Dewald Paraschin tem um plantel de quatro mil cabeças, com 20 raças e mais de 50 variedades destinadas à reprodução de genética, laboratório, animais mini e exóticos para estimação, além da produção de carne. O preço da carne de coelho, para os frigoríficos, está em torno de R$ 6,50, o quilo. Entre as raças produtoras de carne estão a califórnia, a nova zelândia, o vermelho, a borboleta e a chinchila. Paraschin afiram que a de maior destaque para corte é a nova zelândia branco. Leia mais


 

 

5) Investimento inicial para criação de carpas ornamentais é de R$ 400 mil

Divulgação

Foto: Divulgação
Alimentador automático despeja pequenas porções de ração nove vezes ao dia


A criação de carpas ornamentais (nishikigôi) requer boa estrutura e vários cuidados no manejo. Essa espécie valiosa é opção de negócio para quem está disposto a investir no ramo. De acordo com o criador Leonardo Naoki Tanabe, para investir na criação é preciso ter água de qualidade e tanques de alvenaria, de terra ou de lona. Em cada tanque, um alimentador automático despeja pequenas porções de ração nove vezes ao dia. O investimento inicial chega a R$ 400 mil. Leia mais

6) Criação de minicabras é negócio vantajoso e de baixo custo

Henrique Bighetti/ Canal Rural

Foto: Henrique Bighetti/ Canal Rural
Os animais mais velhos tem entre 35 e 40 centímetros de altura e pesam 20 Kg

Você sabia que uma das principais características das minicabras é a docilidade? Por isso, elas são muito utilizadas em trabalhos terapêuticos, na recuperação de crianças com distúrbios físicos e também mentais. As mini cabras têm entre 35 e 40 centímetros de altura, pesam em torno de 20 kg e custam, em média, R$ 2.500,00. Leia mais



6) Iniciar criação de pavão é possível com cuidados simples

Divulgação

Foto: Divulgação
Cada casal de pavão vale em média R$ 1,5 mi

Entre as aves ornamentais, o pavão está entre as que mais chamam a atenção. Com cuidados simples, é possível dar início à criação dessa ave de beleza tão rara. O período de mais alerta é na hora da cria, porque a pavoa não quer saber de chocar os ovos. Leia mais

 

CANAL RURAL