Com custos maiores, setor de carnes quer créditos de PIS/Cofins

14/08/2012 20:35

 

 

Representantes do setor de carnes se reuniram nesta terça-feira com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, para pedir que o governo libere créditos de PIS/Cofins devidos pela Receita Federal às empresas.

"Queremos usar esses créditos para capital de giro e investimento", disse o diretor de Mercados da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), Ricardo João Santin.

Ele disse não saber informar o montante desses créditos.

Os produtores de carne argumentam que a quebra da safra dos Estados Unidos encareceu os custos de produção, e que os créditos do PIS/Cofins são necessários para que a cadeia consiga compensar a elevação das despesas.

Os preços da soja e do milho na bolsa de Chicago, uma referência internacional, atingiram preços recordes recentemente.

De acordo com ele, a saca do milho, que estava entre 23 reais e 26 reais no início do ano, está agora entre 30 reais e 35 reais em importantes praças produtoras no Brasil.

Santin informou que, diante da comprovação do aumento dos custos, o secretário-executivo do ministério ficou de avaliar o pedido.

"Não tivemos resposta. O governo ficou de analisar", comentou, dizendo esperar que em breve o setor seja chamado pelo ministério para ter um retorno sobre o pleito.

Com custos maiores, empresas do setor de carnes como a Brasil Foods anunciou que trabalha para aumentas os preços de seus produtos.

(Reportagem de Luciana Otoni)

Fonte; Reuters Brasil