Central de Incubação de Rio Branco beneficia produtores de todo o Estado

09/04/2013 19:46

 

 
Central de Incubação de Rio Branco irá distribuir 300 mil pintos em 2013 (Foto: Arison Jardim/Secom)
Central de Incubação de Rio Branco irá distribuir 300 mil pintos em 2013 (Foto: Arison Jardim/Secom)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Central de Incubação de Rio Branco pretende realizar em 2013 a distribuição de 300 mil pintos aos avicultores de todo o Estado. O objetivo é estimular a expansão da avicultura, um dos segmentos produtivos que mais cresce no Acre. A Central é ligada à Secretaria de Agropecuária (Seap) e produz 10 mil pintos por semana, e tem como principal comprador o produtor familiar. O governo do Estado também vem fomentando a criação de galinhas da variedade Caipira Tropical nas comunidades mais isolados por meio do Programa de Segurança Alimentar.

A equipe envolvida diretamente nesse trabalho é  composta por engenheiros agrônomos, zootecnistas, técnicos em heveicultura e funcionários de apoio operacional. Na etapa realizada na semana passada, nasceram 10 mil pintos, que foram enviados aos produtores da regional do Juruá. As aves são transportadas em caixas apropriadas e seguem em caminhões adaptados até as cidades de destino.

Em 2012 foram entregues 292 mil pintos a 1823 produtores rurais de 16 municípios do estado (Foto: Arison Jardim/Secom)
Em 2012 foram entregues 292 mil pintos a 1.823 produtores rurais de 16 municípios do estado (Foto: Arison Jardim/Secom)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os produtores são atendidos com prévio agendamento feito pelos funcionários da central e são avisados da disponibilidade de entrega. Em 2012 foram entregues 292 mil pintos a 1.823 produtores rurais de 16 municípios do estado. Além da entrega, os técnicos da central oferecem assistência técnica linear aos compradores, com visitas periódicas às propriedades e treinamentos.

Jalcenyr Pessoa, zootecnista da Seap, explica a sequência de produção da Central de Incubação, que começa com os ovos fertilizados sendo colocados na incubadora por 18 dias e em seguida são transferidos para o nascedouro. Com 21 dias, os ovos eclodem, os pintos são selecionados e recebem vacina. “Aí estão prontos para a distribuição”, conclui.

Os ovos fertilizados são colocados na incubadora por 18 dias e em seguida são transferidos para o Nascedouro (Foto: Arison Jardim/Secom)
Os ovos fertilizados são colocados na incubadora por 18 dias e em seguida são transferidos para o nascedouro (Foto: Arison Jardim/Secom)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Seap tem parcerias com algumas instituições que realizam trabalhos sociais em Rio Branco como o Cantinho do Zito, Colônia Souza Araújo e oferece cursos aos produtores beneficiados com projetos de assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), estudantes da Universidade Federal do Acre (Ufac) e reeducandos do presídio estadual Francisco D’Oliveira Conde.

Os pintos custam ao produtor R$ 1,30 a unidade (para corte) ou R$ 1,60 a unidade (para postura de ovos), mas pelo Programa de Segurança Alimentar, aqueles que moram nos municípios mais distantes não pagam nada - o que é um incentivo do governo do estado. Os interessados em adquirir as aves devem entrar em contato com a Central de Incubação pelo telefone (68) 3221-3.893, verificar a disponibilidade e agendar a entrega.